Como perceber e atuar no mundo: as categorias da experiência em Finisterra, de Carlos de Oliveira

Julio Cattapan

Resumo


As categorias cenopitagóricas de Peirce – primeiridade, segundidade e terceiridade – são utilizadas neste artigo como uma possível chave de leitura de três formas de representação descritas no romance Finisterra: paisagem e povoamento, de Carlos de Oliveira: o desenho da criança, a fotografia do pai e a pirogravura da mãe. As categorias de Peirce permitem elucidar no romance três modos muito distintos de relação entre sujeito e mundo e de representação artística da realidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 2316-6134

A Convergência Lusíada é uma revista do Centro de Estudos do


Licença Creative Commons
A Revista Convergência Lusíada utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.