Ruínas do imperador

Grete Pflueger

Resumo


O presente artigo trata de parte da tese de doutorado em Urbanismo, intitulada “Redes e ruínas”, desenvolvida pela autora, sob orientação da professora Rachel Coutinho do Prourb-UFRJ. Teve por objeto o estudo o processo de arruinamento e desconexão da cidade de Alcântara no Maranhão. “Ruínas do imperador” foi um episódio que aconteceu em Alcântara em torno da expectativa da visita do imperador e ficou conhecido como metáfora do processo de decadência da cidade e do estado do Maranhão. Dialogamos também com a análise do episódio no campo da literatura em trechos da obra de Josué Montello e na poesia de Ferreira Gullart.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 2316-6134

A Convergência Lusíada é uma revista do Centro de Estudos do


Licença Creative Commons
A Revista Convergência Lusíada utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.