A construção e o enaltecimento de personagens femininas em A Sibila, de Agustina Bessa-Luís

Louise Ribeiro da Cruz

Resumo


O presente trabalho tem como finalidades mostrar a inter-relação entre espaço e tempo na obra A Sibila, de Agustina Bessa-Luís e, a partir do exame dessa inter-relação, concluir sobre a importância dos planos espacial e temporal na escrita não tradicional levada a cabo pela autora, salientando a destruição, no campo das responsabilidades sociais e econômicas, do mito da superioridade masculina e a explicitação da complexidade do percurso de transformação do papel da mulher na sociedade lusitana e na construção de sentidos para uma nova realidade espaço-temporal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 2316-6134

A Convergência Lusíada é uma revista do Centro de Estudos do


Licença Creative Commons
A Revista Convergência Lusíada utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.