'Eurico, o presbítero', de Alexandre Herculano: o amor impossível num romance histórico-trágico-passional

Hugo Lenes Menezes

Resumo


Na condição de fenômeno da arte verbal, eventualmente vinculado a gêneros e movimentos como o Romantismo, o tema recorrente revela a essência de toda uma produção escrita, bem assim a personalidade ideativa de seus autores, o que podemos verificar no caso dos Amores impossíveis na literatura portuguesa, tópico exemplificado, conforme demonstramos neste artigo de diálogo comparativo, por uma narrativa histórica e trágico-passional do romântico luso Alexandre Herculano, qual seja, Eurico, o presbítero(1844), romance em que o mencionado tema persevera enquanto ideia central, explicitada no capítulo XVIII, sugestivamente intitulado “Impossível”.


Palavras-chave


tema recorrente; literatura romântica portuguesa; vertente trágico-passional; romance histórico herculaniano; Eurico, o presbítero.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 2316-6134

A Convergência Lusíada é uma revista do Centro de Estudos do


Licença Creative Commons
A Revista Convergência Lusíada utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.