O peso da memória coletiva na obra de Ilse Losa e Samuel Rawet. Portugal, Brasil e a identidade judaica

Karina Carvalho de Matos Marques

Resumo


Nosso estudo trata do lugar ocupado pela memória coletiva na obra de Ilse Losa e Samuel Rawet, por meio da análise dos contos “Páscoa branca” e “Natal sem Cristo”. Estes dois escritores de origem judaica se instalaram em Portugal e no Brasil alguns anos antes da Segunda Guerra Mundial. Na sua produção literária, eles constroem personagens marcados por uma experiência comum do nazismo, do exílio, da incompreensão e da solidão. Entretanto, cada um possui um ponto de vista específico dessa experiência, moldado pela concepção que possuem da identidade judaica, que encontra seu eco no lugar ocupado pela memória coletiva em suas terras de acolhida.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 2316-6134

A Convergência Lusíada é uma revista do Centro de Estudos do


Licença Creative Commons
A Revista Convergência Lusíada utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.