Os cantares de amigo de Natália Correia: das queixas contra o Estado Novo ao êxtase do encontro com a Revolução dos Cravos

Tatiana Aparecida Picosque

Resumo


O artigo aborda Cantigas de amigo, obra poética de Natália Correia publicada na categoria de inéditos dos anos noventas. A autora mescla o gênero cultivado nos primórdios da poesia portuguesa – no caso, as cantigas de amigo – com os acontecimentos políticos um tanto recentes em Portugal: o regime opressivo de Salazar e, particularmente, a liberdade conquistada com a Revolução dos Cravos. Nestas cantigas, duelam a guerra e o amor, sendo que o último leva vantagem momentânea ao final.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 2316-6134

A Convergência Lusíada é uma revista do Centro de Estudos do


Licença Creative Commons
A Revista Convergência Lusíada utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.